5 Atletas

Postado em sexta-feira, 26 de Agosto de 2016
As Olimpíadas acabaram e o sentimento de saudade e “quero mais” permanece em todos. Porém, no dia 07 de setembro, iniciam os Jogos Paralímpicos! \o/
E para entrarmos no clima desses Jogos, que sempre despertam grande emoção, confira um pouco da história de cinco atletas da Grã Bretanha que estarão aqui no Rio de Janeiro competindo.
 
 
Jody Cundy - Ciclismo
Jody Cundy nasceu com má formação no pé direito e precisou amputá-lo quando tinha três anos. Sua carreira no esporte paralímpico começou na natação.
Aos cinco anos, entrou para aula de natação em um clube perto de sua casa em Wisbech, Inglaterra, e dez anos depois já estava representando a Grã Bretanha em uma competição de natação internacional. Jody participou de quatro Paralimpíadas competindo pela natação, antes de fazer uma transição para a equipe de ciclismo antes dos Jogos Paraolímpicos de Pequim, onde ganhou duas medalhas de ouro e desde então, só pratica este esporte.
 
Ellie Simmonds - Natação
Ellie Simmonds nasceu com nanismo. Ellie começou a nadar com cinco anos e aos treze, já estava competindo nas Paralimpiadas de Pequim e conquistando duas medalhas de ouro.
Sua inspiração para competir foi com os Jogos Paralimpicos de Sidney e o aspecto social de fazer parte do time fez com que ela se dedicasse cada vez mais.
Sam Ruddock - Atletismo
Sam Ruddock foi diagnosticado com paralisia cerebral causado pelo nascimento prematuro de sete meses. Durante a escola, Sam encontrou dificuldades na prática dos esportes, no entanto encontrou prazer no basquete e os filmes Space Jam e Coach Carter tiveram grande influência para iniciar a prática de esporte. No final de 2011, que foi o seu último ano da faculdade, Sam foi descoberto por um treinador de atletismo durante um teste para a equipe de futebol. O treinador de atletismo, Joe McDonnell, o encorajou a participar de corrida para deficiência, devido a sua velocidade e potência em distâncias curtas. 
 
 
Hannah Cockroft - Atletismo
Hannah Cockroft quando nasceu sofreu duas paradas cardíacas, resultando em uma paralisia cerebral, o que afetou sua mobilidade e equilíbrio. Na época os médicos falaram que Hannah não seria capaz de andar, falar, fazer qualquer coisa para si mesma ou viver além de seus anos de adolescência. Porém, felizmente isso não aconteceu e atualmente, Hannah é uma grande atleta paraolímpica com várias medalhas de ouros resultadas de diversas competições internacionais.
 
Libby Clegg - Atletismo

Libby Clegg nasceu com distrofia muscular de Stargardt, o que lhe dá apenas uma visão periférica ligeira no olho esquerdo e isso a registra como cega.

Libby começou a correr desde cedo e aos 16 anos levou medalha de prata nos 200m do IPC de Atletismo em 2006. Desde então, Libby participou de diversos campeonatos e conquistou inúmeras medalhas. Nas Paralimpíadas Rio 2016 ela correrá ao lado de seu novo guia, Chris Clark e por ter sido reclassificada como um atleta T11, devido à sua condição de olho deterioração, ela correrá com os olhos vendados.
 
O canal britânico, Channel 4, fez um vídeo super legal apresentando alguns dos  atletas paraolímpicos da Grã Bretanha para o Rio 2016. Aqui os atletas são chamados de super-humanos e mostram para todos que nada é impossível. Confira!